segunda-feira, 12 de maio de 2014

FILHOS DA LUZ, DO AMOR E DA SABEDORIA (*)

É perceptível que estamos vivendo o amanhecer de um novo Ciclo. Seres muito sábios e amorosos encarnando e já vêm chegando faz algum tempo, trazendo-nos um novo entusiasmo. Uma nova forma de sentir a vida, uma alegria e pureza sem par, um novo código moral, uma firmeza e uma serenidade indescritíveis. E como nos inspiram e ensinam! São as crianças nascendo – caso específico do meu filho Enzo Gabriel - e o papel das mães e pais, que aceitaram recebê-las é fundamental, pois elas são luz, mas precisam de orientação, carinho,amor e cuidados permanentes. Muitas não encarnavam há muito tempo no nosso planeta-escola e demoram um pouco a se adaptar a tudo. À alimentação, ao ar respirado por aqui, mas principalmente, à vibração ainda tão densa emanada por todos nós. Perguntem aos pediatras como está sendo mais difícil alimentar esses nossos irmãozinhos queridos, propensos a tantos processos alérgicos. Eu e minha mulher Tatiana, por exemplo, levamos um susto terrível durante os últimos três dias para descobrir, com o acompanhamento médico, da alergia repentina que tomou conta do nosso amado filhinho. Graças ao Altíssimo ele está no caminho da superação, com a ajuda de nossa intuição, e, sobretudo, da Providência Divina. Mas como são lindos! Como são puros! Muito têm a nos ensinar! É preciso que a gente tenha percepção da presença deles... São os nossos netos, nossos filhos, nossos primos, enfim, eles estão em torno de todos nós e é uma luz intensa que estão vibrando pra todos, pela simples razão de já serem muito mais sabedoria do que ignorância, muito mais aceitação do que irreverência. O horizonte sutil do planeta-escola está sendo colorido por esses seres que estão ainda, na sua maior parte, vivendo em pequenos corpos infantis. Precisam de nosso amor, de nosso carinho e mais do que isso, de todo o nosso respeito, pois são irmãos que, de certa maneira, se sacrificam pra encarnar num meio tão denso, ajudando a promover uma transformação mais do que imprescindível, na sociedade do Terceiro Milênio. Olhem com cuidado para as crianças que encontrarem em seus caminhos e se permitam prestar atenção à forma pura e serena com que nos olham... Um oásis verdadeiro para nossos espíritos. Nosso coração se sensibiliza, pois a generosidade que sentimos nelas nos dá esperança e fé de que breve iremos viver dias melhores, promissores e mais felizes. Assim está chegando um novo ciclo holístico e cósmico. Serenamente... Como no Crepúsculo e na Aurora, o horizonte vai se colorindo de renovadas cores e o novo dia vai nascendo. E ainda que exaustos, da noite mal-dormida, estamos felizes ao levantar e caminhar rumo à cozinha e ao microondas para preparar a primeira mamadeira. Que venham confiantes, os pequeninos FILHOS DA LUZ, DO AMOR E DA SABEDORIA!
(*) Copydesk/fragment by EUGENIO SANTANA, da Academia de Letras do Noroeste de Minas, escritor, jornalista, publicitário, relações públicas, copydesk, verse maker; self-made man. Sócio da UBE-GO/SC – União Brasileira de Escritores e autor de cinco livros publicados, entre os quais “INFINITOEFÊMERO”, de autoconhecimento, autoajuda e técnicas motivacionais. Ex-Revisor de textos jornalísticos do “Diário da Manhã” e Ex-Superintendente de Imprensa no Rio de Janeiro, RJ (2009/11). Autor do livro biográfico de João de Deus, o médium de Abadiânia. É fundador e Gestor de Conhecimento da SANTANA Produções Culturais. Contato: eugeniosantana9@uol.com.br Cel. (34) 9256-7754

segunda-feira, 5 de maio de 2014

KHRONOS E KAIROS (*)

Ah, o tempo... Sempre o tempo causando esperas. Sempre o tempo fazendo parecer que as esperas jamais terão fim. O homem moderno emprega apenas uma palavra para dar significado ao tempo. Mas os gregos da Antiguidade usavam duas: “khronos e kairos”. A primeira, “khronos”, refere-se ao tempo cronológico e seqüencial, aquele marcado pelo sol e pela lua, pelo dia e pela noite, pela mudança das estações e pela época das colheitas. É o tempo que se mede e que hoje contamos em nossos relógios, celulares e computadores. A segunda palavra, “kairos”, que em português escrevemos kairós, tinha para os gregos o significado de “momento certo” ou “momento oportuno”. É uma ocasião indeterminada no tempo em que algo especial acontece. A palavra é usada em teologia para descrever o “tempo de Deus”. Não é um tempo “quantitativo”, como “khronos”. Não pode ser medido porque é um tempo diferente. É um tempo “qualitativo”. “Khronos”, o tempo dos homens. “Kairos”, o tempo de Deus. Deus tem um “Kairos” reservado para cada um de nós. Um tempo em que o sofrimento cessa e a felicidade se instala em nossos corações. Um tempo em que a doença abandona o corpo já exausto e a saúde volta a regenerar as forças. Um tempo em que o pai deixa o álcool e retorna ao convívio da família. Um tempo em que o filho abandona as drogas e regressa para junto dos verdadeiros amigos. Um tempo em que o casal que se separou por causa de um mal-entendido se reconcilia e volta a viver unido pelo amor. Quanto tempo o “Kairos” leva para acontecer? Não cabe a nós saber. Ele virá quando Deus achar oportuno que venha.
(*) Copydesk/fragment by EUGENIO SANTANA, da Academia de Letras do Noroeste de Minas, escritor, jornalista, publicitário, relações públicas, copydesk, verse maker; self-made man. Sócio da UBE-GO/SC – União Brasileira de Escritores e autor de cinco livros publicados, entre os quais “INFINITOEFÊMERO”, de autoconhecimento, autoajuda e técnicas motivacionais. Ex-Revisor de textos jornalísticos do “Diário da Manhã” e Ex-Superintendente de Imprensa no Rio de Janeiro, RJ (2009/11). Autor do livro biográfico de João de Deus, o médium de Abadiânia. É fundador e Gestor de Conhecimento da SANTANA Produções Culturais. Contato: eugeniosantana9@uol.com.br Cel. (34) 9256-7754